Me add! Siga-me os bons! Siga-me no Instagram! Inscreva-se em meu canal! Também estou no Google+! Meu Linkedin

Não se desvalorize! Ame-se! Cuide-se! Leia!

23.09.16 às 17:54    Carreira    1364

Quer pagar quanto? Troca sua mão de obra por um pacote de bolachas? Aceita confetes usados?

Meu caro,

Se você é um profissional, seja de qual área for, não se desvalorize! Ninguém nasceu sabendo, certo? Então, de alguma forma, você investiu algo para aprender o que sabe. Seja investimento de tempo ou investimento financeiro, mas é um investimento! Se você é da área de informática, principalmente, já deve ter ouvido essa pergunta abaixo:

 

 

Ou se você não é um desenvolvedor, ou empreendedor na área de TI, pode ser que tenha conhecido alguém que te relatou tal diálogo. O que quero dizer é que todos devem ter ética, bom senso, e principalmente profissionalismo. Você tem tudo isso? Se não tem, é hora de parar um pouco e pensar que profissional você é. O que o pessoal por aí pensa, é que o valor à ser cobrado tem relação ao tempo de trabalho. Nem sempre um job (leia-se trabalho) que pode levar 1 ou 2 horas, vai custar mais caro do que o normal, ou mais barato. O valor tem de ser cobrado de forma justa, contemplando seus custos secundários para que você possa executar uma determinada atividade. Já viu ou ouviu essa?

 

 

Você estudou, certo? Pagou seu curso? Sim. Se não pagou, pode ser que tenha feito um curso online e gratuito (por que não?!) e ter aprendido algo que possa ter feito diferença e melhorado e agregado valor aos seus conhecimentos. Se você estudou, investiu tempo, e talvez dinheiro. Às vezes um curso pago que pode levar 2 meses, pode não ser tão proveitoso quanto um curso gratuito de 4 meses. Não tem jeito, todo mundo precisa investir para poder colher no futuro. Não tenha vergonha de cobrar pela sua mão de obra, pelo seu tempo que será dedicado para um trabalho! Saiba ouvir não, porque isso com certeza, pode acontecer -- e muito! Mostre que seu preço, sua mão de obra, sua atenção tem valor, qualidade, profissionalismo e acima de tudo, responsabilidade.

 

 

Propor um valor por um trabalho com certeza pode resultar em contra-propostas, algumas até negociáveis, outras dignas de pena do "cliente". Você que vai contratar um trabalho ou um serviço, gostaria que seu conhecimento técnico para exercer sua função fosse rebaixado ao extremo à ponto de "trabalhar de graça"? Você gostaria disso? Não né. Nem eu! Você cobra o seu de forma justa e profissional, que eu cobro o meu. Cada um no seu quadrado né. E não se esqueça, educação sempre. Tem muita BIOS por aí se achando o último bit do package!

 

 

Confesse que você curtiu essa última imagem! ;) Se você se sente assim, passa por isso, ou conhece alguém que está no mesmo barco, compartilhe! o/

Legal né?! Então compartilhe também

E se quiser comentar...



Paulo Ogliano

Programador, Web Designer, Professor, marido da Michele, (Não sou o Odin) mas sou pai do Thor (Ogliano), e sempre em busca de novos conhecimentos e desafios!

© Copyright 2018 | Desenvolvido por Paulo Ogliano & Connect Hosting